Gaspar e a filha Remedica foram os responsáveis por fotografar as personalidades da Taubaté do século 19

No ano de 1889, chega a Taubaté a família Falco. Provenientes da Argélia, Gaspar e seus filhos, Raphael e Remedica fundaram o mais bem sucedido estúdio fotográfico da região entre o final do século 19 e o primeiro quartel do século 20. Um grande negócio.

Gaspar Falco foi ator, cantor, pintor e fotógrafo. Pintou os rostos de grandes personalidades políticas da cidade de Taubaté, sendo alguns dos mais importantes os retrato de João Affonso Vieira e de Felix Guisard, que hoje encontram-se expostos no Museu Histórico de Taubaté. Fazia pinturas ao vivo, especialmente em eventos beneficentes. Muito aplaudido, chegou a realizar pinturas em tela em menos de 10 minutos. Foi também professor de desenho e pintura.

Quadro de Felix Guisard pintado por Gaspar Falco.

Seu filho Raphael Falco teve longa carreira artística. Foi professor de artes e teórico da educação, além de ser conhecido como o primeiro goleiro de um time de futebol taubateano (leia a matéria) e por ter tido uma das suas obras estampadas na nota de 5 mil cruzeiros reais, nos anos 1970.

Dessa primeira geração dos Falco de Taubaté, foi Remedica quem ficou mais famosa. Na chegada em Taubaté, contava apenas 40 dias de idade. Ainda na juventude, tornou-se uma retratista de mão cheia. Produzia sua arte no estúdio da família na rua Sacramento, nº 25. Realizava trabalhos em crayon e fotografia, formato em que se tornou mais conhecida. Fotografou e pintou quase todas as famílias da cidade de Taubaté e das cidades vizinhas. Atuou como fotógrafa retratista durante mais de 50 anos. Em seu estúdio, fazia o registro, ampliava a imagem, fazia retoques, à mão, e depois os expunha.

 

Curta o Almanaque Urupês no FacebookYoutubeInstagram Twitter para acompanhar o nosso trabalho.