Horário de pico, em quase todas as cidades brasileiras, é sinônimo de transito lento e engarrafamento.

Em Taubaté não é diferente. Atualmente temos uma frota de 212 mil veículos.

E esta frota começou ser formada no início do século 20, quando o dr. Francisco Rodrigues de Camargo trouxe o primeiro automóvel para Taubaté.

O veículo, que foi comprado nos Estados Unidos, desenvolvia a velocidade máxima de 40 km por hora, uma velocidade jamais atingida nas ruas esburacadas da Taubaté antiga.

Além disso, ele era bem fraquinho. Nas subidas, por exemplo, a ordem era para os passageiros descerem e empurrarem o carro a pé.

O carro era  barulhento e deixava uma nuvem de fumaça por onde passava. Fora todas as inconveniências, a passagem do veículo movido a motor de combustão parava a cidade.

Ninguém entendia como o carro poderia se locomover sem ser puxado por animais.

Portanto, caros e caras ouvintes, quando vocês estiverem num engarrafamento, espantados com a grande quantidade de carros nas ruas, lembrem-se que essa frota toda foi começada em Taubaté, por um certo Dr. Camargo.

 

Curta o Almanaque Urupês no FacebookYoutubeInstagram Twitter para acompanhar o nosso trabalho.