Era o mais frequentado na Taubaté do século 19

O chafariz mais freqüentado de Taubaté, na década de 1860, era o Chafariz dos Bugres. Não confunda com a famosa bica do bugre.

As águas do Chafariz dos Bugres vinham da Chácara da Figueira, região que ficava onde hoje é o Bosque da Saúde”, em frente ao colégio Estadão, do lado oposto a Rodovia Dutra. A canalização atravessava terras, onde foram descobertas, na época, dois vasos contendo ossadas humanas, de indígenas que habitavam Taubaté.

O repórter que testemunhou a descoberta escreveu o seguinte:

“Será justo que a autoridade competente cuide destas relíquias preciosas, que atravessando séculos chegaram aos nossos dias, para atestar o respeito, mesmo dos selvagens, para com os mortos.”

Essa área ficou conhecida por muito tempo como  “cemitério dos bugres”.

Este local é a área situada entre a atual rua Juca Esteves e a praça Rui Barbosa, na altura da praça Rui Barbosa, mais conhecida como Largo do Chafariz.

É bem provável que o Chafariz dos Bugres ficasse lá mesmo no Largo do Chafariz,  bem perto do antigo cemitério indígena.

 

Curta o Almanaque Urupês no FacebookYoutubeInstagram Twitter para acompanhar o nosso trabalho.